quinta-feira, 26 de maio de 2011

Tarde cinza.



Tristes tardes solenes.
Tudo cinza e sem movimento.
Estático.
Regressivo pensamento.
De regresso ao que foi vivido.
Se  feliz estou.
Triste então.
Os dias congelados na minha mente.
Derretem meu peito.
O coração bate devagar e baixinho.
Cicatrizes do viver.
Coisas mal resolvidas ou vividas!
Vontade de viver diferente.
Vontade de ser diferente.
Será?
Sou o passado e ele me fez assim.
Assim sou e com certeza escolhi ser.
Cada imagem congelada me tornou o que sou hoje.
E chega a garoa fina congelando o passado.
Trazendo vida fresca ao meu viver!

Micael A. Andrade

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Verdade



Verdade , verdade, verdade!
Cada tem a sua!
Muitos dizem que encontraram a verdade.
Que verdade?
Como saber que a sua verdade é o caminho?
Quantos caminhos tomamos?
Quantas verdades ouvimos!
Serão todas verdades?
Incrível a hipocrisia humana.
Quantas pessoas mentem pra si, se iludem.
Com uma verdade criada para satisfazer corações vazios e sem esperança.
Tantos se intitulam certos ou puros.
Quem é puro?
Quem é imaculado?
Ninguém.
Todos temos a verdade que merecemos.
Mas o caminho para a felicidade é o amor.
E sempre uma verdade pode se tornar uma mentira.
O verdadeiro amor é a verdade!
Deus nos ensine o que é amor.
A verdade só tu sabes!

Micael A. Andrade