sábado, 30 de julho de 2011

Nossa Senhora.

 

Mãos estendidas.
Mãos caridosas.
Mãos de mãe.
Em teu colo encontro conforto.
Em seus afagos esperança.
Intercedendo por seus filhos.
Trazendo alento.
Trazendo paz!
Algumas vezes te ignoram.
Até mesmo odeiam.
Triste isso.
Mas em suas mãos encontro a fé.
A fé no amor.
A fé na humildade.
Mãe querida, me abençoa.
Abençoa meus irmãos, apesar de tudo.
Me cobre com teu manto sagrado.
 Sou grato pelas bênçãos.
Sou grato por me amar.
Mãezinha querida abençoe a humanidade!!


Micael A. Andrade



segunda-feira, 25 de julho de 2011

Lastimar.




Lastimas lastimáveis!
Seu dia, seu viver.
Sem encanto, no seu canto.
Sem avanço.
Espera algo acontecer.
Algo ter.
Viver é fazer, criar.
Viver é caminhar.
Sem parar.
Sem pestanejar.
Plante para colher.
Para ter.
As possibilidades são muitas.
Depende da disposição.
As possibilidades são infinitas.
Depende da disposição.
Da emoção.
Do coração.
E da alma!

Micael .A. Andrade

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Alma suspensa.



Alma suspensa, vagando entre mares.
Entre céus!
Minha alma voa sem rumo.
Minha alma alva e calma.
Sem dores e cores.
Pálida e cálida.
Sobrevive.
Vive.
Sonha.
Somos sonhos e fragmentos.
Não se acanhe, se ame.
Não tema, viva o momento.
Não julgue, perda de tempo.
E tempo não existe.
O que é certo?
Quem está certo?
Não importa, Ele só quer amor.
Sem dor, sem mazelas.
Voando entre linhas tênues.
Minha alma vagueia na esperança de ser feliz.
Serei pleno na felicidade.
Quando minha alma for plena de amor.

Micael a.Andrade

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Tolice e coragem.



Coragem ou tolice?
Quem é tolo ou corajoso?
Difícil separar.
Mas possível.
Tolo é imprudente.
Corajoso é sábio.
Muitas vezes coragem é silenciar na hora certa.
Saber esperar em meio á tempestade.
O tolo se debate e grita no vazio.
Um guerreiro de coragem espera o momento exato do golpe final,
com a frieza  de poucos.
O tolo ataca como louco e logo sucumbe.
A coragem é admirada.
A ira desprezível .
E a tolice assola a humanidade.
Prontos a atacar.
Prontos a se debaterem histéricos.
Prontos a serem tolos com vendas nos olhos.
Deus me de coragem para suportar.
Suportar os histéricos vazios e errantes que dominam a Terra.
Procuro apenas a luz.
Procuro coragem para me enxergar como realmente sou.

Micael a. Andrade

Círculo.



Silêncio.
Ouço o eco das almas.
Sinto a presença.
O suspiro da vida.
A música silenciosa do universo embalando meu espírito.
Os sinos ecoam a magia de viver e girar.
Girar como louco na chuva.
Girar o planeta.
Circular é o universo.
Infinitamente sem parar.
O sol escaldante sobre minha pele.
Faz me lembrar que sou matéria.
Por um instante fora de mim.
Por um instante fui eterno.
Somos eternos, somos circulares.
Girando a vida.
Quadrados acabam e não se movem.
Quadrados morremos e depois nos tornamos círculos!

Micael a. Andrade

terça-feira, 5 de julho de 2011

Dias e vida.



Meus dias confusos e difusos.
Meus dias de alegria, de agonia.
Complacente é meu olhar diante da vida.
De verdades vivo.
Prefiro a realidade e a verdade.
Meus sonhos são palpáveis e alcançáveis.
Instável sou, inconstante neste instante.
A constância é monótona.
Quero sorrir e cantar.
Se me permitirem.
Mentira não preciso de permissão.
Faço o que é melhor para mim.
O julgamento é rápido e a punição severa!
Somos julgados diariamente.
Porque se preocupar se serei julgado.
Apenas me preocupo em amar e viver.
Não procuro nada, deixo a vida fluir.
Minha alma é livre.
Realmente livre.
Conceitos não me amarram.
Deus me dá liberdade.
E ninguém á de tira –lá.
Agradecido sou, infeliz às vezes e feliz sempre.
Os desafios são superados.
E na vida borbulhante recebo os afagos de Deus.
Deus de Luz.
Minha fonte inesgotável de paz e amor!
Não espero redenção, nem mesmo salvação.
Deus me dá o necessário.
A vida.
A fé.
Micael A. Andrade

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Doce prisão



Doce prisão.
Amarrado em seu coração estou.
Doce paixão.
É surreal estar ao seu lado.
Tudo se torna profundo .
Em seus lábios rasos encontro mel.
Néctar dos deuses .
Teus olhos cravejados de luz.
Me acertam como flecha.
Sua presença me torna grande.
Me faço feliz diante de ti.
Por você tudo posso.
Tudo faço.
Não á espaço para o medo de perder.
Apenas a felicidade de te ter.
E se a vida é feita de momentos,
contigo vivi os mais importantes.
Te amar é fácil como viver.
E viver é bom por te amar!

Micael A.. Andrade

domingo, 3 de julho de 2011

Perfeição



Perfeição admirada.
Perfeição perseguida.
Perfeição finita.
Tudo perfeito é sinal de final.
Quando se é perfeito é imutável.
O universo é perfeito?
Perfeitamente não.
Deus é perfeito?
Perfeitamente não.
A vida se move constantemente.
Se transforma, evolui, conspira.
Deus não para e nos quer sempre melhores.
O perfeito é belo e finito.
Deus é justo na imperfeição de viver diferente a cada dia.
Se não erramos, não mudamos.
Errar é preciso.
Viver é preciso.
Não seja perfeito, o universo não é!
Seja feliz e viva.
Viva sem medo de errar.
Ninguém pode te julgar.
Todos somos imperfeitos.
Os Perfeitos são limitados e tolos.
A tolice da perfeição.
Quem encontra a perfeição está terminado,
e para de crescer.
Nas imperfeições evoluímos.
Perfeita imperfeição.

Micael Araújo Andrade