domingo, 6 de setembro de 2009

Desabafo!



Escrevi este texto para que meu coração não guarda-se a decepção que estava sentindo em relação ao trabalho realizado em uma instituição que trabalho, tanta incompetência e falta de firmeza me decepcionaram!
Pois bem aí vai!

Tudo começou!
Tudo? Que tudo?

As histórias de vidas, que passam unidas por sofrimentos, tristezas, mágoas, alegrias, amores, paixões, dores na alma. Tão distantes e tão próximos pelas emoções.
Olho pra esta casa e sinto falta dos gritos, das vozes, dos choros, das perguntas diretas, cadê aquela energia que os jovens carregam dentro de si, energias muitas vezes negativas por não terem uma orientação e outras vezes positivas que surgiam de um sorriso bobo, espontâneo amigo ou de um abraço inesperado e sincero.
Tantos nãos, tantos sins, desavenças harmonia faziam parte desta realidade.
Apesar de tantas diferenças sempre houve um objetivo.
Plantar nestas vidas vagantes um pouco de amor, respeito e força interior.Formar meninos e meninas em adultos capazes de se conduzirem sós.
Devaneio, utopia, sonho, não sei, só sei que sonhos não realizados são só sonhos, como uma criança que sonha sem saber o que é amanhã.
Amei tudo isto que vivi incondicionalmente, preferi não olhar as mazelas de cada ser que aqui passou, preferi mais adiante.
Esquecer o passado, viver o presente e construir um futuro melhor e mais consistente.
Futuro, palavra difícil, bem só queria que fosse um bom futuro!
Chorei calado olhando pessoas que amargam a solidão de ser único.
Por mais cercados de pessoas que estamos a unicidade é uma solidão.
Esses meninos e meninas não precisam de cães-guia, pois não são cegos.
Precisam de instrutores, educadores, amigos que realmente os entendam, não querem pena, dó, compaixão, só querem orientação, com firmeza de quem ama.
Como ensinar a caminhar sem cair, não deixar andar sozinho é tolher suas forças e mostramos que não são capazes, mas sim eles são capazes!
Capazes de entender  que na vida estão sós em suas decisões, mas cientes que existem pessoas torcendo e lutando por eles.
Quem omite a verdade da vida não é amigo e nem legal, muito menos bonzinho, na verdade é egoísta, carregam esses meninos no colo, só que eles crescem e se tornam pesados, depois os largam como se eles fossem culpados de serem carregados.
Prefiro deixá-los fortes e cientes que são os únicos donos do que é mais precioso e importante a um ser humano.
A vida!
Sim podemos fazer dela o que quisermos, mas sempre conscientes.
Mostramos o caminho melhor a seguir e torcemos muito,mas quem decide o que fazer são eles. Só cabe a pessoa decidir sua vida.
Mas pra isso a pessoa tem que conhecer os dois caminhos, não escondendo nada e mostrando o que é real.

Agradeço a Deus essa oportunidade de viver tudo isso.
Peço a Deus que sopre seu amor sobre nós, transforme o sonho em realidade.

Sonhos só valem a pena quando podemos realizá-los ou pelos menos saber que lutamos com toda força e paixão.
Que os anjos ouçam meu coração aflito e o de outros corações que vagam sem um porto seguro.
Porto seguro que se chamou Republica assistida.
Que o "anel" não se rompa, mas se fortaleça.
A vitória vem dos corajosos que lutam com fé no que fazem e acreditam e aos que nãoacreditam ou fingem acreditar resta a mediocridade de passar e ser mais um!


Escrevi este texto após ver as fotos que registraram vários momentos da Republica!

Micael Araújo Andrade

06/09/2009

Nenhum comentário: