sexta-feira, 23 de abril de 2010

O problema dos outros!!


O Problema dos Outros



Houve uma vez um sábio bem conhecido, que morava em uma montanha no Himalaia. Cansado de viver com os homens, que ele tinha escolhido uma vida simples e passou a maior parte do seu tempo meditando.
Sua fama, porém, foi tão grande que as pessoas estavam dispostas a caminhar caminhos estreitos, subir colinas íngremes, rios nadar - para atender o homem santo que se acreditava ser capaz de resolver qualquer problema do coração humano.
O homem sábio, pois ele estava cheio de compaixão, deu alguns conselhos aqui e ali, mas continuou tentando se livrar de visitantes indesejados. Ainda assim, eles apareceram em grupos maiores, e uma vez por dia uma multidão bateu à sua porta, dizendo que grandes histórias sobre ele foram publicados em seu jornal local e que toda a gente tinha certeza de que ele soube superar as dificuldades de suas vidas.
O homem sábio não disse nada, mas pediu-lhes para sentar e esperar. Três dias se passaram, e mais pessoas chegaram. Quando não há espaço para mais ninguém, dirigiu-se ao povo que estava fora de sua porta.
"Hoje eu vou dar a resposta que todos desejam. Mas você deve prometer que, para ter seus problemas resolvidos, você não vai dizer aos peregrinos novo que eu mudei para cá - para que você possa continuar a viver na solidão que tanto anseiam. Homens e mulheres fizeram um juramento sagrado de que se o sábio cumpriu as suas promessas, eles não deixariam qualquer peregrinos sobem a montanha. "
"Conte-me seus problemas", disse o sábio.
Alguém começou a falar mas foi logo interrompido por outros, como todos sabiam que essa era a última audiência pública que o santo homem estava dando, e eles temiam que ele não teria tempo para ouvir todos eles. Minutos depois, a confusão foi criada, muitas vozes que gritavam ao mesmo tempo, as pessoas estavam chorando, homens e mulheres foram arrancando os cabelos em desespero porque era impossível ouvir.
O homem sábio deixar a situação se prolongasse um pouco, até que ele gritou: "Silêncio!"
A multidão calou-se imediatamente.
"Escrever para baixo seus problemas e colocar os papéis na minha frente", disse ele.
Quando todo mundo acabado, o homem sábio misturados todos os papéis em uma cesta, então disse, "Mantenha o cesto que se deslocam entre vós. Cada um de vocês terá um papel, e lê-lo. Você vai escolher se deseja manter os seus problemas, ou tomar o dado a você. "
Cada pessoa pegou uma folha de papel, lê-lo, e ficou horrorizada. Eles concluíram que o que tinha escrito, por pior que fosse, não era tão grave como o que afligia o seu vizinho. Duas horas depois, eles trocaram documentos entre si, e cada um tinha de colocar seus problemas pessoais para trás em seu bolso, aliviado que seu sofrimento não foi tão difícil como se pensava.
Grato pela lição, desceram a montanha com a certeza de que eles estavam mais felizes do que todos os outros, e - cumprindo a promessa feita - nunca deixar ninguém perturbar a paz do santo homem.

Paulo Coelho

Nenhum comentário: