sábado, 11 de fevereiro de 2012

Tempestade da alma



Tempestade de emoções.
Nau a deriva.
Assim meu coração vagueia.
Entre sombras.
As luzes do farol a me guiar.
Neste mar de sentimentos.
Afogo-me em ti.
Vivo em dependência do seu eu!
O eu se torna você.
E você sou eu.
Seus passos largos na imensidão.
Coração estridente.
Sorridente.
Voraz.
Necessita de ti.
Do seu amor!
Ser leve como a pena.
Que pena.
Que pena penar.
Nos pesares a resposta.
Nos amores, a vida.
No viver, amar!
Amar-te.
Enlouquecer na sobriedade,
da sanidade.

Micael A. Andrade

13 comentários:

Lane disse...

..."Ser leve como a pena.
Que pena.
Que pena penar.
Nos pesares a resposta.
Nos amores, a vida.
No viver, amar!"

Amei esta parte do poema,acho interessante como sua rima é envolta à significados, poucos pessoas conseguem isso.

Antes do dezoito disse...

muito bom!

Flávia Campos disse...

Nossa, eu amei seu post! Muito boas suas palavras. Adorei seu blog.
Vou segui-lo.
Me segue tmb?!


http://cronicaseasssuntosfeminino.blogspot.com/

luandersonplayplay disse...

Muito bom!
Otimo blog!

Depois da uma passadinha no meu blog!
Não esquece de comentar tá!
http://circodoestupido.blogspot.com/

Mia Sodré disse...

Apesar de eu ser uma admiradora de sentimentos profundos como os expressados no poema, sinto que eles são perigosos demais para que permitamos que eles tomem conta. Mas é claro que eles sempre inspiram versos bonitos e cheio de significado, como os seus.

http://miasodre.blogspot.com/

Wíllivan Carsan disse...

Assim como a Lane eu gostei disso.Você sabe utilizar esta técnica perfeitamente,a paranomásia.Belíssimo ...
http://escritordebrinquedo.blogspot.com/2012/02/corcunda-do-calumbi.html

Flávia Campos disse...

Muito lindo, bom de mais, eu adorei.
Parabéns.

João Batista de Lacerda disse...

Poema de profundo significado.
Passa lá.
Retribuo sempre.

Marcia Gomes disse...

Gostei muito das imagens criadas no poema. A tempestade de emoções que deixa a vida a deriva, o amor que faz penar e enlouquecer. Realmente um poema muito bonito e marcante.

Gabriel Pozzi disse...

Muito bom, Micael! o que mais gosto em poemas é sinceridade, principalmente quando se trata de amor... não precisa de muitos enfeites, é deixar fluir o que precisa ser dito, e acabou!

parabens

http://songsweetsong.blogspot.com/

MESTREKATO disse...

http://mestrekato.blogspot.com/

Olá sou da comunidade de blogs,e adorei seu blog espero conseguir chegar a esse nível ,,,,
seu blog e excelente você escreve muito bem ,espero que possa visitar o meu e claro se puder
seguir seria um prazer obrg..mestrekato@hotmail.com.face\mestrekato ,,,

Déia disse...

você escreve muito bem, a combinação de palavras é muito bonita! Parabéns!

Ranna Flicka disse...

Adorei o seu post .
Intenso . Você soube muito bem como construí-lo .
Parabéns.
Voltarei mais vezes.
Passa no meu blog : http://flickabooks.blogspot.com/
Abraço.