domingo, 13 de maio de 2012




Peregrinos pensamentos.
Andam nos meus desvairados sonhos.
Os sentimentos conflitantes apertam o peito.
Os desejos angustiam.
Serão válidos? Serão certos?
Cada passo é dolorido.
Cada instante vazio.
É um correr pra não chegar.
Um sorrir para enganar o coração.
Caminhando sempre.
As forças aparecem nos instantes finais.
E tudo é novo.
Eternamente novo.
Os ciclos abrem.
Ciclos fecham.
Tudo sempre igual.
Vida peregrina.
Vaga pelos vales do viver.
Apesar de distantes, tão iguais!

Micael A. Andrade

6 comentários:

Marília disse...

Que texto bonito, incentivador. Muito legal...

Aline disse...

Linda e inspiradora sua poesia...

Ana Lucia Nicolau disse...

realmente, texto inspirador, para que reflitamos sobre o sentido que damos às nossas vidas....

Farofa de Glitter disse...

O sorriso pode até enganar o coração, mas os olhos sempre denunciam a alma...

Guru do Metal disse...

texto muito bom mesmo

Coisinhas cor de rosa da Annye Alves disse...

Olá adorei o texto, seguindo vc, vi seu link lá na comunidade, vem conhecer meu blog segue eu também bjus!!!http://coisinhascorderosadaannyealves.blogspot.com.br/