terça-feira, 2 de novembro de 2010

Dias


Dias pequenos e banais!
Tão tranqüilo e sem fim.
Sobre a névoa do tempo paira o marasmo.
Marasmo de viver sem  visão.
Quem tem visão realmente?
Porque todos erram mas tentam se enganar?
Simplesmente para poder julgar!
Dia claro e sem nuvens!
Sol ardente!
Quente como língua ferina.
Destilando mal dizeres.
Como usa sua língua?
Quem  é sábio ao usar esse músculo que carrega
 tanta energia do ser?
Ser é o que?
Eu sou o que?
Não sei!
Cada dia penso ser algo!
Mas na verdade não sei quem sou!
Tento me descobrir,cada vez mais me escondo .
Tenho medo do que sou e não quero enxergar!
Esse é o problema da humanidade!
Medo de si!
Porque tanto medo?
Medo de crescer e e ver o mundinho medíocre
onde vivemos.
Viver? Quem realmente vive?
Pouquíssimos vivem.
A grande maioria corre,
atrás do vento e coleciona decepções!
E diante do nada se torna bobo.
Infeliz com um sorriso largo no rosto!
Sorria para a vida e ela te dirá quem és!
Nem todo sorriso é feliz.
Tolice é correr atrás da felicidade!
Ela vem até nós!
Basta amar e querer um mundo melhor.
Sem dor.
Sem mágoas.
Sem remorsos.
Sem tristezas.
Um mundo que ama sem limites e que sabe amar como
um caminho para ser feliz!
Quando dizer que o mundo está errado lembre –se:
Você é o mundo e você tem sua parcela de culpa.
Até aqueles que nada fazem são culpados de nada fazerem por negligência!
Não julgue o mundo você é um pedacinho dele!
Micael Araújo Andrade

2 comentários:

http://www.seumadruguinha.blogspot.com/ disse...

gostei

Fabiane Aline disse...

http://embuscadasensibilidade.blogspot.com/
Esse é o meu novo endereço, espero que me siga nessa minha nova jornada, já que infelizmente o Blog Fabiane Alline teve que ser fechado. Beijinhos.