domingo, 4 de novembro de 2012

Onde.




O que me resta?
O que me vale a vida?
Seus suspiros não tocam meus ouvidos.
Esse respirar ofegante.
Seduziu-me, cadê você?
Seus olhos vivos, cheios de paixão.
Seu corpo dançante ao caminhar.
Seu sorriso a me iluminar.
Onde!!
Onde estás?
Onde está seu sorriso?
Onde está seu querer.
Te querer é fácil.
E te ter?
Cadê você? Cada dia sufocante!
Cada instante uma eternidade.
Cada querer me aperta o coração.
Esse amor transbordar da minha alma.
Inunda meu viver.
Só falta você.
Onde estás!
Levou minha vida!
E agora onde estás?
Em que braços está?
E seus afagos de quem são?
Amor transborda, não sei até quando.
Até aguentar, até quando viver.
Onde.
Onde estás!

Micael A. Andrade

2 comentários:

Marco disse...

essa também ficou boa

Marília disse...

Nossa, palavras sufocantes, bonito!