sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Apenas corpos sem alma.


O dia vai se esvaindo,a tarde se torna escura.
Uma penumbra toma conta dos ares.
Corpos cambaleantes vagam pelas ruas sorrateiramente.
A procura de sangue novo.
Poucos os que sangram e batem um coração.
Olhos negros e corpos eretos como seus conceitos.
Meu medo é incansável e me domina,adrenalina já tomou conta do meu corpo.
Meus olhos de pupilas abertas procuram frestas para se esconder.
Mas onde?
Essas criaturas tomam conta das ruas cada dia mais.
Cães ladram de pavor e são devorados por dentes insaciáveis.
Porque?Me pergunto!
Mas não consigo pensar,é apenas medo e medo.
Impotência!
Estou alto agora,na árvore espio trêmulo as criaturas vagantes.
Que um dia foram pessoas.
E agora o que são?
Pessoas pelo avesso,o seu interior foi colocado para fora!
Apenas a vontade de devorar sem se preocupar.
Penso se ainda existe milagre.
Será? Onde está ?
Não me abandone.
Continua..............


2 comentários:

Diego Mergulhão disse...

Um texto bem pensativo ... Parabéns amigão pelo blog voltarei há visitalo hehehe .

http://diegomergulhao.blogspot.com/

Francorebel disse...

Medo, muito medo.